sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Dieta:
(Benefícios do milho para a saúde)

Ponha mais saúde em sua vida acrescentando derivados de milho a seu cardápio. A recomendação é de especialistas, médicos e nutricionistas, que destacam as propriedades deste cereal, nativo das Américas.  “O milho é um produto versátil, nobre, de elevado teor energético – que vem a ser justamente a principal deficiência da população de baixa renda”, explica a nutricionista Tamara Lazzarini, gerente da área científica da divisão infantil da Danone Brasil.

O milho, explica ela, integra o grupo dos carboidratos, sendo excelente fonte de energia – cada cem gramas do grão contém cerca de 360 kcal – o que representa quase 20% da necessidade calórica de um adulto, em torno de 2.100 kcal diárias.
Tamara Lazzarini, que também é mestre em Nutrição Humana pela USP, lembra ainda que o milho é uma importante fonte de vitaminas (A, C, e as do complexo B), além de minerais importantes como ferro, fósforo, potássio e cálcio, em quantidades menores.
“A vitamina A age como antioxidante, combatendo os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento. Já vitamina C auxilia na absorção do ferro no sistema imunológico, enquanto as do complexo B, também encontrados no cereal, atuam sobre o sistema nervoso, renovando as células, produzindo glóbulos vermelhos (hemácias), e auxiliando no funcionamento datireóide e do aparelho reprodutor”, salienta.
Sua proteína, quando associada a uma leguminosa (feijões) ou ao leite, é quase completa. Já o óleo de milho, cuja gordura é poliinsaturada, é uma das principais fontes de ômega-6 existentes, contribuindo para a prevenção de distúrbios cardíacos. Outra propriedade do óleo de milho é seu elevado teor de vitamina E, que previne ou evita a ação dos chamados radicais livres.
Farinha de milho na prevenção de doenças
As farinhas de milho processadas pelas empresas que integram a Associação Brasileira da indústria do Milho (Abimilho) são enriquecidas com ferro e ácido fólico. “O ferro é um dos principais responsáveis pela formação de glóbulos vermelhos e, portanto,evitaou corrige a anemia, problema que pode afetar de 30% a 50% da população infantil de certas regiões do País”, diz ela. Já o consumo de ácido fólico pela gestante evita o problema conhecido como espinha bífida (má–formação do sistema nervoso central do feto).
O milho pode ser consumido diariamente por crianças, jovens, adultos e idosos, em quantidades diferenciadas e adaptadas. Versátil, o grão pode ser preparado na forma de bolos, pamonhas, doces em geral, salgados, sucos, sorvetes, etc., diz a nutricionista.
Por:Garota Blue

About Me